Engenharia Florestal



 

 

 

Diferenciais do curso

 



 


 

 

1º curso de Engenharia Florestal do Estado
Tradição e qualidade de ensino
Conceito 4 no MEC
80% do corpo docente formado por mestres e doutores
Formou mais de 400 alunos
Mais de 15 laboratórios com equipamentos de ponta
Prioridade em aulas práticas

 

 

Mais informações


 

Turno Duração Titulação
Noturno 10 semestres Bacharel

A cara da Amazônia

A engenharia florestal ganha cada vez mais importância no desenvolvimento econômico, especialmente na Amazônia, onde os produtos da floresta ainda são importante fonte de renda de parcela significativa da população e os empreendimentos são fortemente direcionados pelas leis de proteção ambiental.

O engenheiro florestal conhece as potencialidades e as limitações do meio ambiente e aponta as melhores alternativas para a produção rural/florestal, com maior aproveitamento dos recursos naturais e menor impacto sobre os ecossistemas.

Num campo de trabalho cada vez mais amplo, é possível atuar em várias frentes: indústrias de produtos de madeira, mercado internacional de carbono, gestão de unidades de conservação, reflorestamento, análise do impacto ambiental em projetos de infra-estrutura e muitas outras áreas de investimento em um ambiente econômico cheio de oportunidades.

Tem destaque, na profissão, as técnicas do manejo e as tecnologias de processamento da madeira e de outros produtos e materiais da floresta. Também a silvicultura e o reflorestamento com espécies produtivas adquirem importância cada vez maior no mercado de alimentos, fármacos, cosméticos e outros setores.

O curso de Engenharia Florestal da FARO procura promover uma formação completa, em todos os aspectos. Tem duração de 10 semestres acadêmicos e é uma mistura equilibrada de ciências exatas e biológicas: zoologia, anatomia vegetal e entomologia combinadas com física, química e matemática. Mas é crescente a importância das disciplinas “humanas" que proporcionam conhecimento de economia, leis e administração, indispensáveis para uma gestão eficaz dos territórios e dos recursos nos empreendimentos rurais e florestais. Igualmente importante é o conhecimento das demandas sociais do país e da região amazônica, que orientam a ética na atuação profissional.

Componente fundamental da formação do Engenheiro Florestal é a preparação para a prática profissional. Para isso, a FARO proporciona aos acadêmicos a presença constante no ambiente florestal, nos viveiros e nos laboratórios, em atividades de extensão, projetos e empreendimentos econômicos reais.

O estudante de Engenharia Florestal da FARO antecipa sua vivência no ambiente profissional e ganha familiaridade com as questões que enfrentará em sua carreira, como os estudos de impacto ambiental, o manejo da fauna, colheita e transporte de produtos florestais e gestão de unidades de conservação. Adquire o necessário conhecimento da legislação, especialmente o Código Florestal, com preparação especial na elaboração do CAR, Cadastro Ambiental Rural. Obtém amplo conhecimento da economia florestal, desde as práticas tradicionais das populações até os processos industriais que atendem ao amplo mercado internacional.

O resultado de um curso com todos esses aspectos é uma formação integral, em que se unem a técnica e a ética, o rigor científico e a sensibilidade humanística, a competência profissional e a consciência cidadã.

 

 

Informações
Coordenação de Engenharia Florestal
engenhariaflorestal@faro.edu.br
(69) 3217-5157

Matriz Curricular
Acesse aqui a matriz curricular do curso (formato.pdf)

 

 


 

Nosso lema é...

EMPREGABILIDADE

Desde o 1º dia de aula, o acadêmico tem a oportunidade de:

•Construir seu currículo do futuro
•Descobrir seus talentos e competências
•Realizar testes para o seu autoconhecimento
•Favoritar as empresas de seu interesse
•Destacar suas conquistas para o mercado
•Acessar vagas de estágio e emprego com maior afinidade ao seu perfil

E enfim, construir seu Plano de Sucesso.

O primeiro passo é a Orientação de Carreira.