A nota do Enem e suas diversas possibilidades de aplicação

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Como término do ensino médio, provavelmente você se preparou para fazer uma boa prova e ingressar no ensino superior com a nota do Enem. Porém, muitas vezes os estudantes focam em apenas um tipo de processo seletivo para tentar a vaga para a faculdade e esquecem as diversas possibilidades que esse exame proporciona.

Substituição do vestibular, bolsas de estudo e financiamento estudantil, por exemplo, são algumas das alternativas para aproveitar o desempenho do Enem na hora de conquistar a sonhada vaga no ensino superior.

Neste post, vamos explicar como funcionam esses programas de ingresso para instituições de ensino e quais são os passos para se inscrever em cada um. Continue a leitura e saiba mais!

Sistema de Seleção Unificada (Sisu)

O Sisu é gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC) e unifica o processo seletivo de diversas universidades públicas. Ele abre inscrições duas vezes por ano (em janeiro e junho) e pode ser usado por qualquer estudante, pois não há limite de renda.

A inscrição pode ser feita para vagas de ampla concorrência, para as reservadas de acordo com a lei de cotas ou destinadas a outras políticas afirmativas das instituições, seguindo as regras aplicáveis aos vestibulares regulares.

Como se inscrever?

Para se inscrever é preciso ter feito a última prova do Enem, ou seja, para o Sisu 2019 você deve ter participado do exame de 2018. Outra exigência é que o estudante não tenha zerado a nota do Enem na redação.

Cumprindo esses requisitos, basta acessar o portal do Sisu com o número de inscrição e a senha usada para o Enem. Após preencher os campos necessários para inscrição, confira os dados cadastrados e, se necessário, faça as alterações.

Na tela “Minha inscrição” é hora de selecionar o curso que você quer, mas se tiver dúvidas, não tem problema: você pode escolher até duas opções. O passo a passo é simples:

  • pesquise as vagas pelo nome do município, do curso ou da instituição de ensino que você deseja;

  • clique nos cursos para saber sobre as quantidades de vagas e modalidades disponíveis para inscrição;

  • selecione a opção “escolher este curso” para continuar.

Depois de decidir o curso, selecione a opção de concorrência (ampla, cotas ou ações afirmativas), conforme as ofertas disponíveis. O próximo passo é conferir os seus dados e a lista com a documentação exigida pela instituição no momento da matrícula, caso você seja aprovado, e clicar em “confirmar minha inscrição”.

Não é preciso pagar nenhuma taxa e você pode alterar as opções durante todo o período em que as inscrições permanecerem abertas. As notas de corte e classificações parciais são divulgadas durante todo o período, permitindo que você acompanhe o seu desempenho e, se achar necessário, mude a sua escolha e tente outras opções.

Programa de Financiamento Estudantil (Fies)

O Fies foi criado pelo MEC em 1999 para ajudar os estudantes matriculados em faculdades particulares a arcar com os custos do curso superior. Ele é ofertado em duas modalidades: a primeira com juros zero, voltada para estudantes com renda per capta familiar de até 3 salários mínimos.

A segunda modalidade de financiamento, chamada de P-Fies, é ofertada aos candidatos com renda familiar de até 5 salários mínimos por pessoa, com juros que variam de acordo com os rendimentos.

Para participar, além do limite de renda, os candidatos precisam ter participado de alguma das edições, a partir de 2010, com nota do Enem de, pelo menos, 450 pontos na prova objetiva e não podem ter zerado a redação.

Como se inscrever?

Para se inscrever é preciso acessar o site do Fies e fazer o cadastro no ícone “primeiro acesso”. Caso já tenha se cadastrado anteriormente, é só informar o CPF e senha nos campos indicados. Feito isso, basta seguir o passo a passo:

  • preencha as informações solicitadas na página “dados cadastrais”;

  • responda ao questionário de acordo com o seu perfil;

  • preencha a renda individual mensal bruta e, a seguir, as informações sobre todos os integrantes do grupo familiar;

  • escolha o grupo de preferência;

  • faça a opção dos cursos (até 3).

Depois de seguir todos os passos, confira os dados e informe se já concluiu algum semestre do curso, se for o caso. Para finalizar, basta digitar o código de verificação e acompanhar o seu pedido.

Programa Universidade para Todos (Prouni)

O Prouni é um programa do Governo que oferece bolsas de estudo parciais ou integrais em faculdades privadas. Para participar, o estudante deve ter feito a última prova do Enem e cumprir os seguintes requisitos:

  • comprovar renda familiar de até 3 salários mínimos por pessoa;

  • ter cursado o Ensino Médio em escola pública ou com bolsa integral em escola particular;

  • obter nota do Enem acima de 450 pontos e não zerar a redação.

O processo seletivo também segue o sistema de cotas, seguindo a mesma proporção das informações obtidas pelo IBGE para cada estado.

Como se inscrever?

Para se inscrever é preciso acessar o site do Prouni e escolher a opção “Fazer inscrição”. Na próxima página, insira o número de inscrição no Enem e a senha para acessar o formulário. A seguir, os passos são semelhantes aos do Fies. Você precisará informar:

  • os dados pessoais;

  • informações sobre o perfil;

  • dados sobre a sua renda individual e de todos do grupo familiar.

Após essas etapas, você deve fazer a busca de cursos e pode escolher duas opções. Até o término das inscrições você pode alterar esses dados, mudando o curso ou a instituição de ensino.

Aqui, também temos uma ótima dica: é possível se inscrever no Prouni e no Sisu, porém, você só poderá aproveitar um dos programas, mesmo que seja aprovado nos dois.

Vestibulares agendados

Os vestibulares agendados são opções oferecidas por algumas faculdades para os candidatos que não conseguem participar das provas regulares por alguma restrição, como impossibilidade de comparecer nas datas estipuladas.

Assim, é possível agendar um dia e horário específico para fazer a prova. Porém, para facilitar, quem fez o exame pode aproveitar ainda mais praticidade: com a nota do Enem, você consegue usar essa modalidade de vestibular para entrar na faculdade sem precisar fazer uma nova prova.

Como se inscrever?

Aqui o procedimento varia de acordo com cada instituição de ensino. Em geral, você precisa acessar o site da faculdade e escolher a opção específica para o vestibular agendado, seguindo o passo a passo que será mostrado na tela.

Geralmente é possível aproveitar o seu desempenho no Enem dos últimos 5 anos, sendo exigida uma nota mínima na redação e na prova objetiva para poder concorrer. O procedimento é simples e você consegue se matricular usando apenas o seu desempenho no exame.

Pronto! Agora você já conhece as diversas possibilidades de uso para nota do Enem no ingresso para o ensino superior. Então, aproveite para se planejar e fique de olho nas datas de inscrições para garantir a sua vaga.

Curtiu esse post? Se você quer ficar por dentro de outros conteúdos sobre o assunto, assine a nossa newsletter e receba as atualizações por e-mail.

 

Quer receber conteúdos que vão te ajudar na escolha da carreira?

Cadastre-se e receba por e-mail conteúdos exclusivos e em primeira mão!

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter